ITP e IPÊ firmam termo de cooperação técnica, científica e cultural

ITP e IPÊ firmam termo de cooperação técnica, científica e cultural

O Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP – e os Institutos Paraibanos de Educação – IPÊ –, empresa mantenedora do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê – firmaram termo de cooperação técnica, científica e cultural para a colaboração recíproca em experiências que contribuam para a melhoria do desenvolvimento das instituições. O termo foi assinado na tarde dessa segunda-feira, 9, pelo presidente do ITP, Diego Menezes, o vice-presidente, Jouberto Uchôa de Mendonça Junior, a reitora do Unipê, professora Ana Flávia Pereira Medeiros da Fonseca, e a pró-reitora administrativo-financeira, Alzira Matos.

“Parceria vem sendo pensada há dois anos”, afirma reitora do Unipê

“Essa parceria vem sendo pensada há cerca de dois anos. Nós queríamos criar um instituto de tecnologia e pesquisa no Unipê similar à experiência do ITP. Começamos a conversar e chegamos à conclusão de que poderíamos fazer um acordo em que parte dos projetos desenvolvidos em Sergipe também seria realizada na Paraíba e vice-versa. Acreditamos que esta cooperação será de grande importância, pois ganharemos com a experiência do ITP e ajudaremos a expandir o mercado deles, por meio de novos negócios no estado da Paraíba”, afirma a reitora Ana Flávia da Fonseca.

O termo de cooperação prevê o incentivo, promoção e subsídio de programas e atividades visando a pesquisa, o desenvolvimento científico, tecnológico, cultural e social da comunidade regional, especialmente aqueles projetos voltados para a preservação do meio ambiente, desenvolvimento autossustentável e melhoria da qualidade de vida da população.

Entre outras finalidades, os dois institutos poderão desenvolver atividades de pesquisas e de estágios, inclusive desempenhando a função de agentes de integração entre alunos, empresas e instituições de ensino; participar de programas de desenvolvimento científico, tecnológico, cultural e social; promover cursos de educação profissional e profissionalizantes em todos os níveis de educação; promover ou fomentar atividades empreendedoras e inovadoras.

Uchôa Junior: “É uma forma de unir instituições nordestinas de muito potencial”

“O Unipê é um grande parceiro da Universidade Tiradentes e agora surgiu a oportunidade de estender essa parceria para o Instituto de Tecnologia e Pesquisa, a partir do estabelecimento de diretrizes por meio das quais será possível compartilhar e desenvolver tecnologias, pesquisas, produção científica, quem sabe até patentes em conjunto. É uma forma de unir instituições nordestinas de muito potencial e aproveitar o que há de melhor em cada uma delas”, avalia o vice-presidente do ITP, Jouberto Uchôa Junior.

Diego Menezes: “ITP entra na parceria com sua expertise em elaborar e gerir projetos”

Para o presidente do Instituto de Tecnologia e Pesquisa, Diego Menezes, a expectativa é muito positiva. “Estamos há algum tempo dialogando com o Unipê, que também é uma instituição de referência, e o ITP entra na parceria com sua expertise em elaborar e gerir projetos, tendo interlocução com as principais agências de fomento à pesquisa no âmbito nacional e internacional. Certamente, conseguiremos desenvolver projetos colaborativos em várias áreas do conhecimento, que trarão indicadores acadêmicos, tecnológicos e também culturais”, comenta.

O primeiro passo da parceria já foi dado. “Inicialmente montamos um grupo de trabalho, convidamos a professora Edna Aragão, uma das inventoras do Ziclague, medicamento que lançamos em fevereiro, e agora estamos testando em outros modelos de doenças para amplificar a utilização clínica deste medicamento inovador. Este será o primeiro trabalho em colaboração com o Unipê”, comenta Diego Menezes. (Por Assessoria de Comunicação da UNIT)

Comments are closed.