Empresas e indústrias alimentícias podem solicitar análises microbiológicas de alimentos ao ITP

05/04/2021
Marília Mendes, Biomédica Responsável Técnica do LAM
Marília Mendes, Biomédica Responsável Técnica do LAM

De acordo com a organização Pan-americana da Saúde (OPAS), anualmente, 600 milhões de pessoas adoecem em todo o mundo após a ingestão de alimentos contaminados por bactérias, vírus, parasitas ou substâncias químicas. Desse total, 420 mil evoluem para óbito. No Brasil, é possível saber se o alimento que será levado à mesa é seguro através da realização das análises microbiológicas determinadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Em Sergipe, as empresas e indústrias alimentícias podem solicitar a realização dessas análises ao Laboratório de Análises Microbiológicas do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (LAM/ITP).

Ainda de acordo com a OPAS, alimentos não seguros também dificultam o desenvolvimento em muitas economias de baixa e média renda, que perdem cerca de US$ 95 bilhões em produtividade em virtude da doença, incapacidade e morte prematura sofrida pelas(os) trabalhadoras(es). “As contaminações alimentares oferecem grandes riscos à saúde humana e, dependendo da patogenicidade, podem provocar diarreia ou outros problemas de saúde que podem levar a estados graves ou até mesmo à morte. Por isso, a realização das análises microbiológicas em alimentos é extremamente importante”, declarou a Mestre em Biotecnologia Industrial e Biomédica Responsável Técnica do LAM, Marília Grazielly Almeida da Silva Mendes.

Ela explicou, também, que as empresas que fabricam alimentos ou bebidas e querem ser reconhecidas/aceitas pela ANVISA devem seguir, criteriosamente, as resoluções e regulamentações, por isso, acabam sendo as que mais recorrem aos exames laboratoriais. “A periodicidade para a realização dessas apreciações depende de cada alimento, embora o mais comum seja a análise dos lotes, ou seja, todo lote fabricado deve ser submetido ao que determina a ANVISA”, comentou a RT do LAM.

As empresas/indústrias que atuam no ramo alimentício e precisam seguir as resoluções e regulamentações dos órgãos brasileiros de vigilância e controle podem entrar em contato com o ITP, através do e-mail negocios@itp.org.br ou pelo telefone (79) 3218 2230.

DEFINIÇÕES SOBRE ALIMENTOS

De acordo com a ANVISA existem algumas definições sobre alimentos que devem ser levadas em consideração no momento das análises microbiológicas. Alimento pronto para oferta do consumidor, por exemplo, é todo aquele na forma em que será disponibilizado ao consumidor destinado à venda direta ou qualquer outra forma de distribuição, gratuita ou não. Os alimentos estáveis à temperatura ambiente são aqueles que, devido à natureza, mantêm a segurança e características originais mesmo quando armazenados em temperatura ambiente, desde que a integridade da embalagem seja mantida.

Os alimentos preparados prontos para consumo são os manipulados e preparados em serviço de alimentação, estando expostos para a venda, embalados ou não. Já os prontos para o consumo são os provenientes da indústria de alimentos, que não requerem a adição de outros ingredientes e para os quais não há indicação, previamente ao consumo, da necessidade de tratamento efetivo ou outro processo de eliminação ou de redução de micro-organismos que forneçam preocupação à saúde humana.

Veja também:

Laboratório do ITP é referência em análise de detecção da bactéria Escherichia coli em água para consumo humano



Veja Mais

Instituto de Tecnologia e Pesquisa recebe visita do Ministro da Educação

Instituto de Tecnologia e Pesquisa recebe visita do Ministro da Educação

30/11/2021 - O Instituto de Tecnologia e Pesquisa-ITP, unidade de pesquisa científica, tecnologia e inovação do Grupo Tiradentes, fo...

Pesquisadora do ITP representa América Latina em Programa da Fundação Carolina, na Espanha

Pesquisadora do ITP representa América Latina em Programa da Fundação Carolina, na Espanha

22/11/2021 - A pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Pesquisa e professora do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Industr...

Ministério da Saúde, em parceria com o ITP, Unit e Lacen, promove capacitação de técnicos para identificação de vetores da Doença de Chagas

Ministério da Saúde, em parceria com o ITP, Unit e Lacen, promove capacitação de técnicos para identificação de vetores da Doença de Chagas

16/11/2021 - Com o objetivo de capacitar e atualizar técnicos que atuam na identificação de triatomíneos, insetos vetores da ...

Colaboradores do ITP declaram apoio ao Outubro Rosa

Colaboradores do ITP declaram apoio ao Outubro Rosa

20/10/2021 - No dia D da campanha Outubro Rosa, colaboradores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) aderiram ao movimento "Vista essa ideia". Nesta...