Pesquisas do ITP são apresentadas em mesa redonda durante a Semex

26/03/2019

“Você não sabe, mas é desenvolvido aqui! – cases do ITP”. Este foi o tema da mesa redonda ocorrida na noite do dia 22 de março, durante a Semana de Extensão da Universidade Tiradentes, que teve como protagonistas os pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) Dra. Janaína Junkes (da filial Maceió), Dr. Cláudio Dariva, Dr. Renam Tavares e Dr. Ricardo Albuquerque. Eles falaram um pouco sobre o trabalho que realizam no Instituto e sobre como as pesquisas científicas que desenvolvem colaboram para o desenvolvimento da sociedade. A mesa redonda foi mediada pelo presidente do ITP, Dr. Diego Menezes.

A 13ª edição da Semana de Extensão (Semex) teve como tema central “Empreendedorismo, inovação e extensão universitária”, e foi escolhido a partir da necessidade de discutir sobre a extensão universitária colocando-a nas mesas de debates à luz do contexto atual, ultrapassando preconceitos e paradigmas, promovendo a integração entre a universidade e a sociedade. A Semex teve como objetivo apresentar os resultados das ações extensionistas desenvolvidas na comunidade sergipana, e reafirmar o compromisso da Unit com as questões sociais, científicas e artístico-culturais norteadas pelo Projeto Pedagógico Institucional.

Dra. Janaína Junkes

A Dra. Janaína Junkes, do Laboratório de Análises Ambientais (LanA), apresentou o resultado de dois projetos: “Avaliação da associação da cinza do bagaço da cana-de-açúcar e pó da concha de moluscos na fabricação de materiais cerâmicos”, aprovado no edital Universal do CNPq 01/2016; e “Concha de sururu como matéria-prima alternativa na fabricação de tijolos solo-cimento”, uma alternativa para a construção civil em virtude dos aspectos econômicos e sustentáveis, e também pela resistência à compressão deste modelo de tijolo ser similar às dos tijolos cerâmicos. Esse projeto rendeu à pesquisadora o Prêmio Inovação em Economia Circular 2019 promovido pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável (IABS).

Dr. Ricardo Albuquerque

O Dr. Ricardo Albuquerque, do Laboratório de Morfologia e Patologia Experimental (LMPE) exibiu os resultados do projeto “Avaliação do potencial cicatrizante de biomembranas contendo extratos de Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville e Abarema cochiliacarpa (Gomes) Barneby & J.W. Grimes em feridas abertas”, que está sendo realizado sob a coordenação da também pesquisadora do ITP, a Dra. Juliana Cordeiro Cardoso, e em parceria com pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá.

O Stryphnodendron adstringens é vulgarmente chamado de barbatimão, planta abundante em todo o território brasileiro, com indicações na literatura por possuir propriedades antinociceptiva (diminui a dor), anti-inflamatoria e antimicrobiana. Essas características foram comprovadas pelas análises feitas durante a pesquisa, e comprovadas na fase de testes in vivo e, principalmente na fase atual, a de estudos clínicos, quando as membranas de colágeno hidrolisado contendo extrato de barbatimão estão sendo aplicadas em pessoas com feridas crônicas, consequência do pé diabético. Os estudos clínicos com a membrana têm apresentado resultado cicatricial bastante animadores, melhores do que os obtidos nos tratamentos convencionais protocolados nas unidades básicas de saúde do município de Aracaju.

Dr. Renan Tavares

“O espaço, a tecnologia social e a extensao universitária” foi o tema norteador da apresentação do Dr. Renam Tavares, coordenador do Laboratório de Catálise, Energia e Materiais (LCEM). De maneira resumida ele falou sobre a vocação do laboratório e explicou que as tecnologias sociais são desenvolvidas por comunidades em conjunto com a academia para solucionar problemas da população que o mercado muitas vezes não percebe. Um dos projetos apresentados durante a mesa redonda foi o de construção de uma “Casa de farinha solar/biogás” utilizando concentrador solar de foco fixo e um forno adaptado para aquecimento com energia solar e biogás, para o processo de produção da farinha de mandioca, integrando conceitos de energias renováveis, meio ambiente e consumo consciente.

Dr. Cláudio Dariva

“O que é o Núcleo de Estudos em Sistemas Coloidais (Nuesc) e suas áreas de atuação” foi o tema abordado pelo Dr. Claudio Dariva. Ele fez um breve histórico do Núcleo; explanou sobre os tipos de projetos realizados; o perfil de quem atua no Núcleo, enfatizando os discentes da graduação e pós-graduação da Unit; falou sobre a realização de intercâmbios entre as instituições parceiras e frisou que o Nuesc é um centro de pesquisa para o desenvolvimento de sistemas e processos nas áreas de petróleo, gás e biocompostos. Os pesquisadores de pós-doutorado, Denisson Santos e Klebson Silva Santos foram os responsáveis por apresentar os respectivos assuntos: garantia de escoamento da produção na área do petróleo, onde é utilizado infravermelho para sanar algumas dificuldades apresentadas pela indústria petrolífera; e a extração e purificação de produtos naturais oriundos de biomassa para o combate ao câncer.



Veja Mais

Pesquisadores do ITP receberão Medalha do Mérito Tiradentes

Pesquisadores do ITP receberão Medalha do Mérito Tiradentes

23/04/2019 - Os Drs. Simone Silveira Amorim e Marcos Antonio Almeida Santos, pesquisadores do Instituto de Tecnologia e Pesquisa – ITP - , receber&...

I Encontro de internacional de grupos de pesquisa em Direitos Humanos e Antropologia Legal

I Encontro de internacional de grupos de pesquisa em Direitos Humanos e Antropologia Legal

08/04/2019 - Nos dias 20 e 21 de maio de 2019, em Aracaju, acontece o I Encontro Internacional de grupos de pesquisa em Direitos Humanos e Antropologia L...

Governo de Sergipe deve destinar R$ 15 milhões para a Ciência, Tecnologia e Inovação em 2019

Governo de Sergipe deve destinar R$ 15 milhões para a Ciência, Tecnologia e Inovação em 2019

04/04/2019 - Como resultado dos esforços do governo de Sergipe, R$ 15 milhões devem ser destinados para a Ciência, Tecnologia e ...